Meyer Sound Apresenta na ISE uma Constelação de Som

Na ISE 2016, a Meyer Sound demonstrou o seu sistema de Constellation, concebido para controlar com precisão o tempo de reverberação, as primeiras reflexões e outros parâmetros-chave críticos para a clareza do som em qualquer espaço.
image
Integradores e consultores de design da Meyer Sound juntaram-se no ISE 2016 para uma demonstração de como o sistema Constellation permite definir com precisão o caráter sonoro de um espaço para otimizar o efeito de música ou voz.

Esta proposta destina-se a controlar com precisão o tempo de reverberação, as primeiras reflexões e outros parâmetros que são cruciais para a clareza do som.

O sistema Constellation foca-se na capacidade de projetar sistemas multiponto, sem restrições nos custos de materiais ou na forma da sala. A eficácia acústica, facilidade de controle e invisibilidade do sistema são as chaves para esta solução.

Esta tecnologia permite que as propriedades acústicas de uma sala possam ser alterados para satisfazer a natureza do evento a ser realizado. Combinando um algoritmo patenteado, processamento digital e tecnologia avançada de transdutores em miniatura com décadas de pesquisa sobre os atributos acústicos de espaços auditivos excepcionais, Constellation proporciona alta flexibilidade com métodos mecânicos tradicionais, como paredes variáveis ​​acústicas móveis, cortinas, concha acústica ou salas secundárias.

A equipa dedicada ao Constellation da Meyer Sound trabalha em estreita colaboração com a equipa de design de uma instalação para garantir que os resultados satisfazem os objetivos preestabelecidos. Após a instalação do Constellation num local e otimizado, podera alterar as propriedades acústicas da sala com o toque de um botão.

Libra e CAL

MeyerSound também revelou a imagem acústica patenteada Libra, uma solução acústica passiva para áreas que trabalhem com o Constellation, a fim de criar a paisagem sonora perfeita. Libra combina propriedades de absorção de som com obras de arte criada ou selecionada pelo fotógrafo Deborah O’Grady.

Outra novidade da Meyer Sound na ISE foi a coluna matriz CAL, que incorpora tecnologia avançada para a direcção do feixe. Este sistema já está sendo usado em locais como o Musikverein de Viena, de Berlim Konzerthaus ou Berner Rathaus em Berna (Suíça), para controlo excepcional e feixe de precisão de foco.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

scroll to top
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com